Home > 3 > O Guia Definitivo para Compreender os Códigos CAE e CIRS

O Guia Definitivo para Compreender os Códigos CAE e CIRS

De Rauva

Publicado a 15 Setembro 2023

4mins de leitura

Partilhar
share article icon
Detail Article Image

Aviso Legal: A informação fornecida neste artigo destina-se apenas a fins educacionais e não deve ser considerada como aconselhamento jurídico ou financeiro. Recomendamos sempre procurar aconselhamento de profissionais jurídicos e financeiros para ajudar com a sua situação em concreto.

Quando abres um negócio ou atividade freelance em Portugal, precisas de atribuir códigos de atividade à tua empresa/atividade, também conhecidos como códigos CAE ou CIRS, que determinam as atividades comerciais que o teu negócio irá realizar. 

Principais Conclusões

Compreender os Códigos de Atividade em Portugal

Os códigos de atividade em Portugal, também conhecidos como códigos CAE e CIRS, desempenham um papel significativo na definição das operações das empresas. Cada empresa deve identificar as suas atividades principais e registá-las junto das autoridades fiscais portuguesas utilizando códigos de atividade específicos.

Esse processo de registo ajuda as autoridades a monitorizar as operações comerciais para fins fiscais e garante que cada organização cumpra os requisitos regulamentares relacionados com o seu campo de trabalho específico.

Como regra geral, se fores um profissional independente que fornecerá exclusivamente serviços, deves escolher um código CIRS, e se planeias desenvolver uma atividade comercial, deves escolher códigos CAE.

As empresas envolvem-se em várias atividades que podem não necessariamente se enquadrar numa única categoria, e nessas circunstâncias, podem ser necessários múltiplos códigos de atividade. Também é possível registar códigos em categorias diferentes e em categorias de atividade nas quais 'podes' vir a envolver-te no futuro.

O que são Códigos CIRS?

Os códigos CIRS, ou Código do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares, desempenham um papel significativo no sistema fiscal português e são utilizados quando pessoas individuais prestam um serviço.

A categorização CIRS está dividida em 15 secções, que correspondem a 15 grupos diferentes de atividades profissionais.

O que são Códigos CAE?

Os códigos CAE, ou Classificação de Atividade Económica, por outro lado, são utilizados para classificar e identificar atividades comerciais em Portugal. Esses identificadores únicos abrangem uma variedade de operações comerciais, desde a gestão de uma pensão até ao comércio a retalho.

A lista de códigos CAE disponíveis é extremamente extensa, e compreender os teus códigos CAE aplicáveis é muito importante quando estás a estabelecer uma estrutura legal para os teus projetos empresariais em Portugal e a otimizar as tuas condições fiscais. Recomendamos sempre procurar o aconselhamento de um profissional jurídico ou financeiro ao formar uma entidade empresarial em Portugal.

Escolher um Código CAE

1. Familiariza-te com a Estrutura

Para undefined, aprofunda a estrutura: Secção, Divisão, Grupo, Classe e Subclasse. Este enquadramento fornece um caminho claro para reduzir o código mais adequado para as atividades da tua empresa.

2. Analisa as Secções e Divisões

Por exemplo, considera-se que a Secção I abrange Alojamento, Restaurantes e Similares. Dentro desta secção, a Divisão 55 diz respeito ao alojamento, enquanto a Divisão 56 está relacionada com restaurantes e estabelecimentos similares. Esta análise inicial orienta-te para as divisões apropriadas que se alinham com o teu negócio.

3. Refina a Tua Escolha

Após identificar a divisão, é hora de encontrar o código específico. Considera como exemplo um hotel com um restaurante associado: o código CAE seria 55111. Por outro lado, um hotel sem restaurante seria representado pelo código 55121. Por exemplo, um restaurante que oferece "refeições para levar" ou take-away possui o código CAE 56106, enquanto um bar se enquadra no código 56302.

4. Procura Assistência de Especialistas

Embora o processo possa parecer complicado, a orientação profissional pode simplificá-lo e garantir o cumprimento das normas do setor.

Alterar o Teu Código CAE

As empresas têm a flexibilidade de modificar os seus códigos CAE escolhidos, desde que seja dentro do prazo legal e siga o procedimento designado. A alteração pode ser feita através do Portal das Finanças ou visitando um Serviço de Finanças local. É importante saberes que, embora o pedido seja gratuito, a aprovação depende da revisão e aceitação pela entidade relevante.

Quantos Códigos CIRS ou CAE podes ter?

Em Portugal, podes ter um código CIRS principal e até 4 secundários, ou um código CAE principal e até 19 secundários.

Uma empresa pode optar por registar vários códigos de atividade com base na sua área de atuação. Por exemplo, se o teu negócio envolver tanto serviços de tecnologia quanto venda de bens físicos, precisarás de dois CAE’s diferentes - um para atividades de programação de computadores e outro para venda a retalho de computadores.

Da mesma forma que os trabalhadores independentes que necessitem de várias classificações CIRS podem obtê-las.

Conclusão

Navegar pelo cenário intrincado de códigos comerciais, seja CAE ou CIRS, é um passo crucial para empreendedores e freelancers que estão a embarcar nas suas iniciativas em Portugal. Estes códigos servem como base para a estrutura legal e financeira do teu negócio, determinando a tributação, o cumprimento das leis e muito mais. Quer estejas a entrar no mundo das profissões liberais ou a envolver-te em diversas atividades comerciais, a atribuição correta dos códigos é fundamental.

Partilhar
share article icon
Escrito por Rauva

A nossa equipa especializada dedica-se a trazer conteúdo relevante e útil todos os dias para a nossa comunidade de empreendedores. Gostamos de manter-nos atualizados e partilhamos as melhores novidades consigo.

Subscreve à nossa newsletter

Receba os últimos insights e tendências para ajudá-lo a gerir o seu negócio.

Queres ficar a par das nossas últimas novidades?

Zero spam. O teu email será apenas utilizado para receberes novidades nossas.

©Rauva - 2024
TwitterLinkedInFacebookInstagram
A Rauva tem uma parceria com a Swan que fornecerá todos os serviços de pagamento aos clientes da Rauva. A Rauva não tem acesso aos fundos dos clientes. Os fundos são mantidos em contas fornecidas pela Swan, mantidas no BNP Paribas. A Swan é uma EMI, sediada em França, supervisionada e regulamentada pela ACPR/Banque de France. A Swan está autorizada a realizar tais serviços em Portugal e registada no Banco de Portugal sob o número de registo 7893.
A Rauva é uma empresa certificada de contabilidade, mas não é sociedade de advogados. Assim sendo, a Rauva não realiza serviços legais. A Rauva actua como intermediário, facilitando a oferta aos seus clientes de serviços legais realizados por Parceiros especialistas e certificados em Portugal. A lista de Parceiros da Rauva está disponível aqui.